fasasejafasacarsulescritorio chicoalvoradamantei advocaciaCredi Missões eletron fortimobiliaria santa rosaESCRITÓRIO ZIMMERMANNamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphase
Frigoríficos habilitados devem incrementar exportações de miúdos de suínos para a China

Sete frigoríficos foram habilitados a exportar miúdos de suínos para a China. A informação confirmada pela Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, nessa segunda-feira (4), foi recebida com entusiasmo pelo presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra. As unidades, instaladas em Santa Catarina, devem ampliar a participação do Brasil junto ao principal destino comercial da área.

“Há grande otimismo com estas novas habilitações, considerando que o segmento de miúdos poderá ampliar significativamente a receita dos embarques do setor produtivo para este mercado.  O Brasil consolidou sua posição em prol da segurança alimentar chinesa, que agora é ampliada”, analisa o presidente.

Para Turra, a conquista brasileira está ligada às missões realizadas por Tereza Cristina à China. A última com o presidente da República, Jair Bolsonaro, em outubro. O diretor-executivo da entidade, Ricardo Santin, participou da programação internacional. “Foram diversas e bem-sucedidas as investidas realizadas pela Ministra para ampliar a participação brasileira no mercado de proteína animal da China”, sintetizou.

Principal destino da carne suína

A China é o principal destino das importações da carne suína brasileira. Entre janeiro e setembro deste ano, 156,6 mil toneladas de todos os produtos ligados ao setor foram adquiridas pelo país asiático – volume 34% maior em relação ao mesmo período do ano passado. O Brasil exportou, ao longo de 2019, 542,2 mil toneladas de carne suína. Do total, 50,2 mil toneladas são de miúdos.

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo