carsulescritorio chicoalvoradamantei advocaciaCredi Missões eletron fortimobiliaria santa rosaESCRITÓRIO ZIMMERMANNamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphase
Sebrae RS passa a integrar programa Conecta Educação
Sebrae RS passa a integrar programa Conecta Educação
Sebrae RS passa a integrar programa Conecta Educação

O conceito de empreendedorismo vai muito além de abrir um negócio próprio. Uma pesquisa da Fundação Telefônica Vivo, em parceria com o Ibope Inteligência e Rede Conhecimento Social, que também trabalha com o empreendedorismo entre os jovens, constatou que 55% acreditam que empreender é conseguir colocar em prática os seus sonhos e 64% concordam que empreendedorismo é mais que ter um negócio, é ter atitude, iniciativa e criatividade.

Pensando no futuro, o Sebrae RS passou a integrar, nesta terça-feira, 10 de setembro, o Projeto Conecta Educação Santa Rosa, que reúne escolas do município e conecta professores e estudantes ao prazer de ensinar e aprender com o uso de tecnologias educacionais digitais colaborativas. Com três anos de atividade, o programa integra todos os sistemas educacionais num projeto que redesenha a prática pedagógica do município para uma realidade mais colaborativa e digital com o uso do Google For Education como ferramenta de integração e trabalho colaborativo.
 
Participaram da cerimônia para assinatura do convênio a diretoria executiva do Sebrae RS, André Vanoni de Godoy (diretor-superintendente), Ayrton Pinto Ramos (diretor Técnico) e Marco Aurélio Paradeda (diretor de Administração e Finanças); o prefeito Alcides Vicini, o presidente da Agência de Desenvolvimento de Santa Rosa, Marcos Scherer, o gerente do Sebrae na Região Noroeste, Armando Pettinelli, e a consultora Maidi Dalri, que fará a apresentação do programa.
 
A parceria pretende trabalhar o desenvolvimento de competências empreendedoras junto aos estudantes. “A intenção é que nós possamos apoiá-los nesse desenvolvimento e que isso possa reverberar numa geração de jovens empreendedores com capacidade de resolução de problemas e que, sobretudo, sejam protagonistas das suas histórias desde cedo, durante sua trajetória escolar. Isso requer um novo jeito de ensinar e aprender. Não é apenas adotar ferramentas digitais mas, a escola necessita revisar o seu processo pedagógico, o qual suscita na formação de professores para que estejam alinhados com as novas demandas educacionais”, comenta Godoy .
 
Além disso, serão oferecidas consultorias, em uma parte inicial do projeto, para trabalhar com os professores e alunos, ajudando a redesenhar processos de ensino para gerar transformações na forma de ensinar. “É uma etapa para explicar como essas mudanças vão acontecer dentro das escolas. Nesse processo, há a implementação de uma plataforma digital, o desenho de como atender em cada escola, níveis de segurança, os processos de capacitação com os professores em que a formação pretende tornar o educador mais colaborativo e os conectando com alguns recursos digitais, com conteúdos que eles possam usar em sala de aula”, comenta a especialista em atividades colaborativas e metodologias ativas e consultora do projeto, Maidi Dalri.
 
Para viabilizar o projeto empresas locais estão apoiando financeiramente as ações em conjunto com a Prefeitura Municipal, numa iniciativa que está efetivamente mobilizando toda a cidade. Até agora, já são 400 professores, 30 escolas e mais de 2.500 alunos. Até o final do programa, pretende-se ampliar a atuação para todas as escolas municipais, chegando a mais de sete mil alunos.
 
Confira o que o projeto pretende ajudar a resolver:
 
•  Reduzir o percentual de evasão das escolas de Santa Rosa;
•  Melhorar os indicadores educacionais do município;
•  Interferir de forma direta no nível motivacional dos professores;
•  Adequar a prática pedagógica à realidade geracional e digital do século XXI;
•  Transformar digitalmente as instituições envolvidas;
•  Derrubar o paradigma “Escola do século XIX, professor do século XX e estudante do século XXI;
•  Preparar os estudantes para a realidade de trabalho do mundo conectado no qual estamos vivendo;
•  Estimular o desenvolvimento do trabalho por projetos;
•  Reconectar os professores com o prazer de aprender e, consequentemente, de ensinar;
•  Desenvolver o letramento digital do corpo docente envolvido.

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo