CLÍNICA DOM BOSCOmais futuro cursos TOPOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNunimedalto uruguai emprestimosFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISUniverso consultoria e representaçõesUniverso fabrica de chinelosAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
Chocolates de Gramado terão selo de procedência
Objetivo é acabar com a pirataria dos chocolates da cidade da Serra | Foto: Halder Ramos / Especial CP memória
Objetivo é acabar com a pirataria dos chocolates da cidade da Serra | Foto: Halder Ramos / Especial CP memória
O objetivo é estabelecer padrões de qualidade e garantir a autenticidade do produto

A Prefeitura e a Associação das Indústrias de Chocolate de Gramado (Achoco) realizaram ontem o pré-lançamento do Selo de Procedência do Chocolate Artesanal de Gramado. O objetivo é estabelecer padrões de qualidade e garantir a autenticidade do chocolate gramadense. Conforme o presidente da Achoco, Altanisio Ferreira de Lima, o dossiê para solicitação do registro junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial foi entregue em julho. Lima acredita que processo de certificação das empresas deve ser concluído em 12 meses. Depois, o selo poderá ser estampando nas embalagens dos chocolates locais.

Conforme o presidente, faz dois anos que associação e prefeitura trabalham no projeto. “Em um ano, devemos ter a certificação em mãos. Podemos dizer que temos o melhor chocolate do Brasil. O selo vai acabar com a pirataria no chocolate de Gramado”, afirma Lima. Para o secretário de Turismo, José Carlos Ramos de Almeida, o chocolate é um dos produtos que projeta Gramado no cenário turístico desde a década de 1970. “O selo representa a consciência de se fabricar um produto dentro dos parâmetros de qualidade, satisfazendo o gosto de todos os chocólatras”, diz Almeida.

O prefeito em exercício, Evandro Moschem, frisa que a busca pelo selo foi atestar a qualidade dos produtos de Gramado. “A mesma qualidade que temos em todos os produtos locais. O chocolate de Gramado precisava do selo porque é copiado de forma escandalosa”, afirma Moschen. Para receber a certificação, as fábricas terão que atender requisitos básicos. Um deles é que os chocolates de Gramado precisam ter no mínimo 35% de cacau em sua composição. Na produção do chocolate ao leite, a lei nacional exige 25%.

Conforme Marcelo Adriano, diretor da Master Assessoria Empresarial, que ganhou a licitação para realizar a consultoria técnica, fica vetado o uso de cacau em pó, soro de leite e gordura vegetal hidrogenada na produção do chocolate de Gramado. Segundo Adriano, os ingredientes são massa de cacau, manteiga de cacau e leite em pó desnatado. “São quatro tipos de chocolate: ao leite, branco, meio amargo e amargo. Nenhum deles terá menos de 35% de cacau”, explica.

Fonte CP

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo