CLÍNICA DOM BOSCOmais futuro cursos TOPOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNunimedalto uruguai emprestimosFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISUniverso consultoria e representaçõesUniverso fabrica de chinelosAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
COMO RENOVAR DENTRO DA DESIGUALDADE?
Cada deputado do PMDB terá R$ 1,5 milhão para concorrer á reeleição e senadores R$ 2 milhões do seu dinheiro

A renovação do quadro político nacional, o que parece ser o desejo de muitos brasileiros, fica cada vez mais difícil, para não dizer quase impossível dentro do quadro de distribuição de recursos públicos para os candidatos.

Enquanto os candidatos á reeleição recebem uma quantia exorbitante, os novos e partidos menores são obrigados a se contentarem com as migalhas que sobram.

Dentro de um regime dito democrático, isto soa como uma piada, como uma armadilha para tentar garantir a reeleição dos que lá estão, não que não mereçam serem reeleitos, isto é com o eleitor, deixando aos novos candidatos árdua tarefa de lutar com o “toco da espada”.

Uma divisão completamente desigual, para não dizer injusta, beneficiando sempre os mesmos e fazendo com quem queria se lançar candidato, pensar mil vezes antes de entrar na luta por uma cadeira.

RENOVAÇÃO NO CONGRESSO?
R$1,71 bilhão
É a quantia em dinheiro destinado ao fundo eleitoral em 2018. A quantidade que os dez maiores partidos receberão é discrepante em relação aos demais.

VEJA COMO ESSE DINHEIRO SERÁ DIVIDIDO:

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo