eletron fortimobiliaria santa rosacentral do gás copa gazACADEMIA dragõesCLÍNICA DOM BOSCOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
COMO RENOVAR DENTRO DA DESIGUALDADE?
Cada deputado do PMDB terá R$ 1,5 milhão para concorrer á reeleição e senadores R$ 2 milhões do seu dinheiro

A renovação do quadro político nacional, o que parece ser o desejo de muitos brasileiros, fica cada vez mais difícil, para não dizer quase impossível dentro do quadro de distribuição de recursos públicos para os candidatos.

Enquanto os candidatos á reeleição recebem uma quantia exorbitante, os novos e partidos menores são obrigados a se contentarem com as migalhas que sobram.

Dentro de um regime dito democrático, isto soa como uma piada, como uma armadilha para tentar garantir a reeleição dos que lá estão, não que não mereçam serem reeleitos, isto é com o eleitor, deixando aos novos candidatos árdua tarefa de lutar com o “toco da espada”.

Uma divisão completamente desigual, para não dizer injusta, beneficiando sempre os mesmos e fazendo com quem queria se lançar candidato, pensar mil vezes antes de entrar na luta por uma cadeira.

RENOVAÇÃO NO CONGRESSO?
R$1,71 bilhão
É a quantia em dinheiro destinado ao fundo eleitoral em 2018. A quantidade que os dez maiores partidos receberão é discrepante em relação aos demais.

VEJA COMO ESSE DINHEIRO SERÁ DIVIDIDO:

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo