central do gás copa gazACADEMIA dragõesCLÍNICA DOM BOSCOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
PF deflagra operação contra crimes de internet no RS
PF deflagra operação contra crimes de internet no RS | Foto: Polícia Federal / Divulgação / CP
PF deflagra operação contra crimes de internet no RS | Foto: Polícia Federal / Divulgação / CP
PF deflagra operação contra crimes de internet no RS e em quatro estados

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira, uma operação contra crimes praticados na internet, como racismo, ameaça e terrorismo. Um mandado de prisão e oito de busca e apreensão estão sendo cumpridos no Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

No RS, a cidade-alvo é Santa Maria. Contudo ainda não há detalhes de qual tipo de mandado está sendo cumprido na cidade da região Central do Estado.

A ofensiva, chamada de Bravata, conta com cerca de 60 policiais federais estão participando da deflagração da operação, cumprindo um mandado de prisão preventiva e oito mandados de busca e apreensão nas cidades de Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Recife/PE, Santa Maria/RS e Vila Velha/ES.

A investigação teve início com base em fatos que ocorreram após a deflagração da Operação Intolerância, em 2012, quando foi verificado que outras pessoas, aparentemente associados àqueles que haviam sido presos na operação, continuaram a praticar crimes por meio dos mesmos sites e fóruns na internet que costumavam utilizar, tendo inclusive criado novos ambientes virtuais para a prática destes delitos.

Os investigados vão responder pelos crimes de associação criminosa, ameaça, racismo e incitação ao crime, tendo em vista que nos sites e fóruns mantidos na internet incentivam a prática de diversos crimes, como o estupro e o assassinato de mulheres e negros. Além disso, são suspeitos de terrorismo. De acordo coma PF, há indícios de que os alvos da operação foram responsáveis por ameaças de bomba encaminhadas a diversas universidades do País. A soma das penas dos crimes investigados podem chegar aos 39 anos de prisão.

Fonte CP

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo