CLÍNICA DOM BOSCOmais futuro cursos TOPOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNunimedalto uruguai emprestimosFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISUniverso consultoria e representaçõesUniverso fabrica de chinelosAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
PARA QUE SERVE O SINDICATO?
Vice presidente do Sindicato dos Servidores Municipais,  professor Jonas Fusiger
Vice presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, professor Jonas Fusiger
Jonas Fusiger, vice-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Santa Rosa explica a importância do sindicato

“O Sindicato está sempre associado à noção de defesa com justiça de uma determinada coletividade. É uma associação estável e permanente de trabalhadores que se unem a partir da constatação de problemas e necessidades comuns.

Infelizmente, a maioria dos Sindicatos se depara com um problema bastante comum: alguns filiados ainda não sabem para que serve o seu Sindicato. Alguns trabalhadores até querem se filiar, mas não entendem para que ou quais seriam os benefícios desta filiação. Outros pensam que é só filiar, cruzar os braços e tudo estará resolvido. Há ainda aqueles que querem saber se terão direitos a planos de saúde ou a clubes recreativos. O certo é que os principais motivos para um trabalhador se filiar ao Sindicato da sua categoria são: união, segurança, participação, reconhecimento e benefícios. E se o filiado não participar efetivamente com todos esses intuitos, o Sindicato perde o seu motivo de existir.

Os Sindicatos têm grande importância na vida dos trabalhadores, sobretudo porque direitos e garantias são negociadas para a categoria, não existem por acaso, tem uma importância vital. Um Sindicato onde existe união da categoria, com certeza trará melhores condições de vida e de trabalho a todos os trabalhadores. Hoje vemos um ataque incessante aos trabalhadores, em especial aos servidores públicos. Vemos a nível nacional a destruição da CLT e a tentativa de desmantelamento da das leis previdenciárias, sob o pretexto de acabar com as regalias dos servidores públicos.

A nível estadual vemos o desrespeito do governo, pois não concede reposição inflacionária e para piorar, “premia” os servidores com parcelamentos e atrasos salariais. Muitas vezes nós funcionários públicos temos dúvidas ou, até mesmo, nos sentimos lesados em nossos direitos, e quando isso acontece, o nosso Sindicato está de portas abertas para nos orientar como exigir o cumprimento dos nossos direitos. Lutamos juntos para melhoria do serviço público e, por consequência, avançamos na ampliação de nossos direitos.

Nossa união e luta gerou muitas conquistas nos últimos anos e algumas cabe ressaltar: Melhorias significativas no vale alimentação e condições de trabalho em muitos setores; derrubada das alterações na lei do vale alimentação e ações judicias buscando reparar as perdas que os inativos estão tendo em função do descumprimento da referida lei; ações judiciais coletivas buscando o cumprimento da lei do dissídio em 2016 e 2017; acompanhamento de vários servidores em reuniões com chefes imediatos; ações judiciais individuais, com custos menores aos associados; orientações aos filiados sobre vários assuntos ligados aos direitos e deveres do servidor; participação em vários conselhos municipais de interesse do servidor público, além de outros acompanhamentos, orientações e benefícios em vários convênios (FEMA, Fisiobelas, UNIMED), mas nada disso seria possível sem a participação efetiva do associado. Vamos continuar, temos uma longa caminhada a ser realizada. A construção do novo prédio para possibilitar benefícios a
os nossos associados é um anseio que será concretizado com nossa união e esforço.

A revisão da legislação municipal em relação ao servidor público exigirá de nós vigor e muita cautela, para atingirmos resultado que efetivamente tragam melhorias ao servidor público. Nesse sentido, para que nós trabalhadores, como parte estruturalmente mais fraca na relação capital-trabalho, tenhamos chances de sucesso nos processos negociais, devemos arregaçar  as mangas, assumir os papéis principais da luta e com muita força e coragem inculcar nossa vontade”.

Vice presidente do Sindicato dos Servidores Municipais,  professor Jonas Fusiger

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo