miroAMGSRALDAIR MELCHIORppjeferson fernandesptbpsbpaulinhosindisaudesindicato dos servidores municipaisRODRIGO BURKLETODA HORAsindusconCLÍNICA DOM BOSCOSegato Pneucresolmecânica severoESCRITÓRIO ZIMMERMANNFlorence MotelCOLEGIO CONCORDIAoabamgsrSIND SERV MUNICIPAISAGRITECampliar assessoria atendimento pscicologicoposto royaleenphaseMetalurgica Marks
Beto da Silva sai do banco para garantir vitória do Grêmio sobre o Fluminense
Grêmio superou os desfalques e venceu o Fluminense na Arena | Foto: Mauro Schaefer
Grêmio superou os desfalques e venceu o Fluminense na Arena | Foto: Mauro Schaefer
Tricolor quebrou sequência de derrotas no Brasileirão e diminuiu distância para o Corinthians

O Grêmio superou os desfalques, a boa atuação de Diego Cavalieri e conseguiu vencer o Fluminense por 1 a 0 na tarde deste domingo na Arena em jogo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado por Beto da Silva, que saiu do banco para garantir a vitória gremista e quebrar uma sequência de três jogos da equipe sem balançar as redes no Brasileirão.

Com a vitória sobre o Fluminense, o Grêmio chega a 46 pontos e consegue diminuir a distância para o Corinthians, que empatou com o Cruzeiro em Belo Horizonte. O Timão tem 55. O Brasileirão agora para por conta da rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo e o Tricolor só volta a campo no dia 11 para encarar o Cruzeiro na Arena.

O jogo

Cheio de desfalques por conta de suspensões, lesões e desgaste, o técnico Renato Portaluppi mandou a campo apenas cinco titulares para enfrentar o Fluminense. A equipe tinha duas atrações, a estreia de Cristian e a primeira oportunidade para o talentoso garoto Patrick iniciar como titular no plantel principal.

Mesmo com os problemas, o Grêmio iniciou a partida dominando o Fluminense. O Tricolor só não conseguiu marcar no primeiro tempo por conta da grande atuação do goleiro Diego Cavalieri, que fez quatro grandes defesas nos primeiros 45 minutos. O gol gremista poderia ter saído já aos 7 minutos, quando Ramiro recebeu lançamento de Arthur e ajeitou para Jael, que, da entrada da pequena área, chutou com muita força e mandou por cima. Depois disso, só deu Cavalieri.

Aos 13, o goleiro do Fluminense fez uma sequência de defesas incríveis. Após escanteio batido por Cortez, Jael desviou, Everton apareceu livre e cabeceou para uma defesa de muito reflexo de Diego Cavalieri. A bola ainda voltou para Everton, que tocou de novo de cabeça e mais uma vez Cavalieri defendeu mandando para escanteio. A jogada de cruzamentos parecia mesmo ser o caminho para o Grêmio. Aos 16, Everton cruzou para Ramiro, que pegou um bonito chute de primeira, mas encontrou Cavalieri bem colocado para fazer mais uma boa defesa.

O Fluminense até conseguiu equilibrar as ações do meio para o fim do primeiro tempo, mas não ameaçou Marcelo Grohe. O Grêmio balançou as redes aos 34 minutos após Léo Moura tocar de calcanhar e Patrick finalizar com maestria para finalmente vencer o goleiro do time carioca. O lance, porém, foi anulado por impedimento do lateral gremista na origem do lance.

E Diego Cavalieri ainda fez mais uma grande defesa antes do intervalo. Aos 43, o Grêmio chegou novamente em cruzamento. Dessa vez, Cortez encontrou Patrick, que cabeceou no canto, mas o goleiro do Fluminense fez o salto para mandar a bola a escanteio e manter o placar em 0 a 0.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com Jaílson no lugar de Cristian. O estreante sentiu um desconforto na virilha e teve de ser substituído. O Fluminense fez logo no começo do segundo tempo o que não havia conseguido em toda a etapa inicial: dar trabalho para Grohe. Logo aos 6, Gustavo Scarpa fez uma bela jogada e tocou para Henrique Dourado, que ganhou de Geromel e finalizou cruzado para difícil defesa do camisa 1 gremista. Na sequência, Scarpa novamente apareceu bem. Dessa vez, ele cruzou e encontrou Reginaldo livre, mas o zagueiro mostrou pouca intimidade no ataque e cabeceou para fora.

Antes dos 10 minutos, Renato foi obrigado a fazer mais uma mudança por lesão. Patrick sentiu dores após pancada nas costas e saiu para entrada de outro garoto, Jean Pyerre. O guri mostrou personalidade. Na primeira bola recebida, ele já arriscou o chute de longe e mandou por cima do gol. Depois, aos 25, foi dele o passe que deixou Everton em condição de finalizar para mais uma defesa de Cavalieri na partida.

Apesar da boa entrada de Jean Pyerre, o Fluminense seguia perigoso. Vendo a possibilidade da vitória, o técnico Abel Braga fez mudanças no seu setor ofensivo. Marcos Jr. e Richard entraram nos lugares de Wendell e Sornoza na tentativa de ganhar fôlego para jogar em velocidade em cima da defesa do Grêmio. A resposta de Renato Portaluppi às trocas de Abel foi a entrada de Beto da Silva. O peruano ingressou no lugar do centroavante Jael, que teve uma fraca atuação e deixou o gramado sob vaias.

Com os dois treinadores fazendo mudanças no ataque, brilhou mais a estrela de Renato. Aos 41, após chute cruzado de Everton, Beto da Silva apareceu antes de Diego Cavalieri para desviar e tirar o goleiro do Fluminense da jogada. Gol, enfim.

Abel ainda tentou mais uma alteração ofensiva com o atacante Peu no lugar do meio-campista Douglas, mas foi insuficiente para sequer ameaçar Marcelo Grohe.

Brasileirão - 26ª rodada

Grêmio - 1

Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Bruno Rodrigo e Cortez; Cristian (Jaílson), Arthur, Ramiro, Patrick (Jean Pyerre) e Everton; Jael (Beto da Silva). Técnico: Renato Portaluppi

Fluminense - 0

Cavalieri; Lucas, Reginaldo, Frazan e Léo; Orejueja, Douglas (Peu) e Wendel (Marcos Jr.); Sornoza (Richard), Gustavo Scarpa e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga

Gol: Beto da Silva (41min/2ºT)

Cartões amarelos: Geromel (GRE); Frazan, Henrique Dourado (FLU)

Árbitro: Rafael Traci (PR)

Local: Arena do Grêmio

Fonte CP

Pesquisar no site
kprixo lavagemRW AUTO SOM
CAZEARTES Palletsamgsr
mugicada paz
cine globo